A Mandioca do Feminismo

Faz algum tempo que eu estou evitando fazer esse textão em específico.

Há dois anos, eu estava conversando com uns amigos na faculdade. Entre casos e histórias, um deles estava contando de um caso muito engraçado que aconteceu na cidade dele. Ele narrou o seguinte, dando muita risada.

“Cara, na minha cidade tem essa guria. Ela é muito puta. Ela dá pra todo mundo. Aí um dia, ela marcou de se encontrar com dois cara no matinho lá, pra dar pros dois ao mesmo tempo. Só que os caras foram zoar com a cara dela, e foram em cinco. Meu, no outro dia, ela tava no hospital com uma mandioca enfiada lá!” E dava risada. Muita risada. E eu fiquei desconfortável. Quer dizer, a ideia de qualquer pessoa ter uma mandioca enfiada na vagina não parece engraçada.

“Mas… Ela queria?” Eu perguntei, séria.

“Que?” Ele enxugou as lágrimas de riso e me olhou confuso.

“Quer dizer… Ela queria ter transado com os cinco caras? Ela queria ter usado a mandioca?”

“Ela foi parar no hospital com uma mandioca na xota!” Ele repetiu, tentando rir, e confuso demais por eu não estar dando risada. Depois de alguns segundos, ele me perguntou. “Você é feminista?”

Passou um mini vídeo na minha cabeça. Feministas escandalosas andando de peitos de fora na marcha das vadias. Diferença salarial de 30% no Brasil. Estupros coletivos na Índia (e, aparentemente, em Erebango) onde a mulher é a culpada. O cara que passou a mão na minha bunda enquanto eu esperava o sinal de trânsito abrir. Mutilação genital. A eterna discussão “feminismo” vs “anti-sexismo”.

Nunca tinha me identificado com o feminismo. Não gostava do ativismo explícito, da raiva das mulheres contra os homens, do extremismo. Mas, porra, eu ser contra um caso em que a menina foi estuprada por cinco caras e uma mandioca me faz ser feminista? Então tá.

“Sim”, eu disse, pela primeira vez pra essa pergunta.

Ele me olhou com uma cara assustada.

O cara nunca mais conversou comigo no intervalo. Cumprimentava de longe, meio assustado, e continuava contando histórias engraçadas para os amigos.

Anúncios

Não me siga, eu também estou perdida.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s