Roda, roda, rodando

Já faz alguns dias, semanas, que o meu gato me acorda antes das seis. Cada dia são minutos mais cedo. Hoje foi antes das cinco. Coloquei ele para fora, como de costume, e voltei a me enrolar nas cobertas para dormir. 

Me senti angustiada. Algo me incomoda, não sei bem o que, mas me deixou esse aperto no peito que tirou minha habilidade de dormir. Não o sono, ele continua aqui, inesgotável. 

Contei que estou dando aulas de inglês? Desde março, ou abril. Comecei com um método chato pra caramba, mas muito fácil. Agora estou num método equivalente ao que fui posta quando aluna. Ou seja, um método mais exigente do professor que do aluno. 

Das cinco turmas que fui designada, uma desistiu e duas ainda não encontrei a maneira certa de abordar. O que me frustra consideravelmente. 

De qualquer forma, na segunda, meus alunos não foram. Justamente de uma dessas turmas que tenho mais dificuldade. Mas como estava na escola, aproveitei e fui pra reunião dos professores, por que não?

Essas reuniões são basicamente dinâmicas de grupo. Nessa em específico, foi um exercício de coaching chamado “Roda da Vida”. Se você não sabe o que é coaching, eu vejo como sendo auto-ajuda aplicada. 

De qualquer forma, a Roda da Vida servia para você avaliar a sua satisfação com a vida e perceber o equilíbrio. Atribui-se notes de 1-10 para diversos campos, distribuídos em círculo.

Cria de escola particular, considero a média como sete. E atribui a poucas áreas menos que isso. 

À medida que comentamos o exercício, pude ver que fui a única. Os outros colocará, muitos dois, três, uns… Então percebi que não é que eu estou satisfeita, é que não estou sendo honesta comigo mesma. Fui genérica por comodismo. 

Bem, isso ficou na minha cabeça e permaneceu aí até o Mingau me acordar essa noite. Manhã, madrugada, nem sei. 

Refiz o tal teste da Roda da Vida. E agora me sinto frustrada. 

Anúncios

Um pensamento sobre “Roda, roda, rodando

  1. Dizem que o primeiro passo para a solução de um problema é reconhecê-lo. Talvez agora que você tenha saído da sua zona de conforto e percebido o que não ta te agradando, possa mudar alguma coisa aqui e ali até chegar num estado ok.

    Enfim, não sou muito boa com conselhos, mas fiquei com vontade de te desejar tudo de melhor.

    Beijo

Não me siga, eu também estou perdida.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s