#LoveYourCurls

Adoro as propagandas da Dove, principalmente aquelas que são testimoniais de ações sociais, tipo a Retratos da Real Beleza.

A da vez é a #LoveYourCurls, um videozinho que tenta mostrar pra meninas que cabelo não precisa ser liso pra ser bonito.

A ficha técnica fica por conta da agência Oglivy de Paris.

O filme começa dizendo que apenas 40% das crianças gostam dos seus cachos e parte daí, com criancinhas com cabelos lindos choramingando porque queriam ser lisas. Tem até uma cena com o foco nas mãos de uma das crianças, cortando o rosto, no maior clima “estou falando de um assunto traumático”.

E foi essa a sensação que o vídeo me passou, na real. Que quem tem cachos precisa superar o “trauma” e se aceitar.

Muito diferente do clima das outras propagandas da Dove, onde eles dizem “você é linda do seu jeitinho”, essa parece dizer “você é assim, aceita que dói menos”.

Eu sou alguém que pode falar sobre cachos e aceitação. Até meus 13 anos, eu sempre quis ter cabelo liso (e loiro, mas essa é outra história), tanto que foi quando eu tentei fazer um alisamento. Simplificando a história, tive uma reação química nas madeixas em que algumas mechas do meu cabelo derreteram. Falando sério, derreteram e causaram queimaduras no couro cabeludo. Desde então, eu tenho medo de químicas. E quando eu tinha lá pelos meus 17, eu cortei. Bem curto, na altura do queixo. Estava cansada de tudo, e passei a tesoura sem dó nem piedade. Num ato de reconciliação, meus cachos se ajeitaram com esse corte. Encontraram o seus lugares e se comportaram. E aí eu me apaixonei.

Amo meus cachos, de verdade. São macios (mais macios que os cabelos lisos), esquentam meu pescoço e emolduram meu rosto. Me dão personalidade e viro ponto de referência (“ali, do lado da menina de cabelo crespo”). São a minha herança genética, são parte da minha essência.

Isso não quer dizer que de vez em quando eu não passe uma chapinha. As vezes é legal variar, e é quando eu to lisa que eu vejo que meus cachos são o máximo. As pessoas não me reconhecem e eu me misturo na multidão. É legal, mas não é quem eu sou. Por mais que eu deteste chamar atenção, eu sou a menina de cabelo crespo.

Então essa propaganda da Dove não fez jus a quem tem cachos. Eles não são algo com que você tem que se conformar, são algo que você tem que enaltecer. Não são algo que você gosta como forma de protesto à ditadura da beleza midiática, são uma parte da gente que é linda.

A verdade é uma só. Cachos são lindos.

(e pra quem é crespa e procura um bom produto, o melhor que eu já encontrei foi o Ox para cabelos cacheados, um roxo)

Anúncios

4 pensamentos sobre “#LoveYourCurls

  1. Nunca morri de amores pela Dove, sempre achei as campanhas deles um tanto quanto… superficiais? Sei lá, elas promovem o auto amor, mas sempre nos conforme da sociedade. Passei a gostar menos ainda quando descobri que ela não é uma empresa cruelty-free (junto com a Nívea, que eu amo e me decepcionei horrores com a descoberta). Não assisti o vídeo, mas se tem uma coisa que eu SEI é como minha conciliação com meus cachos também me fez um bem danado e deu um “tchan” na minha auto-estima! Também virei a menina do cabelo cacheado/cheio haha eu gosto.. Melhor do que ficar genérica né? Nunca vi você de cabelo liso, mas te acho um arraso com esse seu cabelon desde sempre! Te da um ar de mulher fatal belíssimo!

    Mas também né? Tu é linda mesmo!

    beijos

    • Gente! <3 Fiquei sem graça agora, haha. Fiquei bolada também quando descobri que a Dove e outras marcas que eu curtia não eram cruelty-free… E esse foi um dos motivos que eu mudei pra Ox. Além de não fazer testes em animais, ela usa menos produtos químicos, poluindo menos. É um pouquinho mais cara, mas não tanto. E tenho algumas fotos lisas espalhadas pela internet, mas dá um trabalhão e eu sou preguiçosa, por isso todo mundo só me conhece crespa mesmo. E adoro teu cabelón poderoso também, linda, que bom que assumiu a juba! :)

  2. Se eu disser que comigo é o contrário, cê me perdoa? hahahah
    Quando eu nasci meu cabelo ela bem cacheadinho, mas de uns 4 anos de idade até hoje ele ficou liso. Liso escorrido, fininho, grudado na cabeça de tão sem volume. E eu sempre quis ter cachinhos! Já tentei tudo que é jeito, bobes, babyliss, enrolar com papel aluminio e passar chapinha, dormir com uma meia na cabeça (foi um vídeo do youtube, não me julguem), fazer trança e passar chapinha, enfim, nada que teve muito sucesso. Tive que me conformar em usar shampoo pra dar volume e agora enrolo num coque quando o lavo, pra dar um movimentozinho quando secar, mas estou fadada a passar o resto da vida com inveja das cacheadas hahah

    Beijo!

    • Haha. Minha irmã passou por algo parecido, mas acabou parando num limbo indefinido entre o liso e o cacheado. E não quis dizer que o cabelo cacheado é melhor que o liso, os dois são lindos, tá? É chato ter que descobrir uma rotina pras mechas ficarem como a gente quer, mas quando a gente encontra uma que deixa legal, nem se incomoda de fazer, porque vale a pena. ^_^

Não me siga, eu também estou perdida.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s