Madrugada

Tão escuro que não dá pra ter certeza se os olhos estão abertos ou fechados. E foi o escuro que trouxe tudo a tona.

Levantou sem fazer nenhum barulho e foi até o quarto dos pais. Engatinhou para o meio da cama e deixou todas as inseguranças se mostrarem e vazarem pelos olhos. Abraçou a mãe e aceitou o cafuné do pai, como se não fosse nada e como se tudo fosse estar bem de manhã. Se deixou ser vulnerável e ser protegida.

Só que isso não aconteceu. Ao invés disso, se virou na própria cama, colocou um travesseiro nas costas para simular um abraço e chorou até dormir.

Sozinha.

Não consegue pedir um abraço. Não consegue pedir um cafuné.

Só consegue fingir que está tudo bem para que os outros não se preocupem.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Madrugada

Não me siga, eu também estou perdida.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s