Não sai nem pelo teto solar

Quem me conhece sabe que eu adoro dirigir. Isso não quer dizer que eu dirija bem, apesar de eu não dirigir mal. Honestamente, já tive minha parcela de subidas na calçada e encostões em carros que ficam atrás ou lixeiras na hora de fazer o retorno. Mas, né. Eu gosto de dirigir.

O que é estranho, porque eu só tirei minha carteira de motorista obrigada pela minha mãe (porque ela queria que eu passasse a fazer o rancho no mercado). Peguei minha carteira dois dias antes de fazer 20 anos. Desde então, fui impedida de dirigir duas vezes. A primeira, na Austrália, o que até foi bom. Lá eles tem a terrível mania de dirigir pelo lado errado. E a segunda foi agora, quando eu quebrei o pé.

Enfim. Dirigir é muito bom. Principalmente quando você tem companhia. E quando é de madrugada. E você começa a conversar. E desabafar.

Meus maiores desabafos foram em um carro. Assim como minhas conversas mais profundas. Acho que se eu fosse mudar um mundo, eu teria a ideia enquanto dirigia e conversava com alguém.

Então fica o meu conselho. Tirem a carteira de motorista e deem voltas com os amigos de madrugada.

Anúncios

Um pensamento sobre “Não sai nem pelo teto solar

  1. Tirei minha carteira faz quase um ano, mas ainda não dirijo nem com a família, quiçá sozinha ou com amigos, ainda mais de noite! Talvez se eu morasse em uma cidade pequena a vida de motorista seria mais fácil, mas por essas bandas o medo sempre me vence, embora a ideia de uma road trip faça minha vida ter alguma esperança! Quem sabe um dia…

Não me siga, eu também estou perdida.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s