Memórias gastas

As vezes eu fico me perguntado se as minhas memórias são reais. Se as coisas que eu lembro realmente aconteceram ou se são um fruto da minha imaginação perturbada.

Talvez seja porque eu gasto as minhas memórias. Gosto de pensar em lembranças como se fossem as gravuras de uma moeda… E quanto mais a gente pega e usa essa moeda, mais as gravuras se gastam e mais difícil fica de ver o que está em relevo.

Gosto de pensar também que as minhas memórias são verdadeiras, mesmo não tendo certeza. E queria um sinal de que elas são tão verdadeiras para mim quanto são para ti.

Ou foram.

Saber o tempo verbal que se aplica também ajudaria muito, mas você tem essa mania irritante de não dizer. Acho que pegou essa mania de mim.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Memórias gastas

  1. E mesmo que seja inventada, que mal há?
    As memórias são suas. Eu também já tive essa percepção de engano, de ter lembranças do que provavelmente nunca existiu. Mas talvez a mente não nos engane à toa. Quem sabe precisemos dessa memória que não nos cabe.
    Abraços.

  2. Engraçado, Mari. De vez em quanto tenho essa sensação incômoda de que estou perdendo minhas lembranças. Como se elas fossem ficando menos vívidas e eu pudesse ser menos afetada por elas. Mas no caso, parece que você quer continuar com as suas. Acho que só essa vontade faz muita diferença. Se você quer, elas vão continuar sendo suas.
    Beijo!

Não me siga, eu também estou perdida.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s